Ácido linoleico, o que é, pra que serve?

omega-6-300x112

O ácido linoleico é um ácido gordo essencial que deve ser obtido diretamente através da suplementação alimentar, uma vez que não podem ser sintetizados pelo organismo.

O que é o ácido linoleico?

O ácido linoleico, também conhecido como ômega 6, é uma gordura do tipo poliinsaturada, ou seja, uma gordura boa.

O ácido linoléico é caracterizado como essencial. Não é produzido pelo nosso organismo e por isso é necessária sua ingestão por meio da alimentação ou da suplementação alimentar.

O ácido linoleico é encontrado principalmente em óleos vegetais de soja, milho e girassol.

Pra que serve o ácido linoleico?

A substituição dos ácidos graxos saturados (encontrados principalmente em gordura vegetal e industrializados) por ácidos graxos polinsaturados reduz o colesterol total e o LDL colesterol (colesterol ruim) do sangue.

Os ácidos graxos polinsaturados possuem o inconveniente de diminuir o HDL colesterol quando utilizados em grande quantidade.

Algumas pesquisas apontam que níveis excessivos de ácidos graxos ômega 6, em relação a certos ácidos graxos ômega 3, podem aumentar a probabilidade de ocorrência de algumas doenças.

É necessário um equilíbrio entre os dois para se beneficiar das funções.

 Moda Fitness

Já é bastante conhecido o efeito benéfico da ingestão destes compostos.

Podem atuar de diversas maneiras como

  • ajudando a reduzir danos vasculares
  • evitando a formação de coágulos (trombose) e de depósitos de gordura (aterosclerose)
  • reduzindo o colesterol total e o LDL sanguíneo na substituição dos ácidos graxos saturados por poliinsaturados
  • regulando a temperatura do corpo e a perda de água e atuando positivamente no sistema imunológico.

Alguns estudos chegam a mostrar que após o curto prazo de 72 horas de suplementação dietética com esses ácidos graxos, há alteração da composição da membrana celular e diminuição na síntese de prostaglandinas e tromboxanes.

Estas alterações podem modular a resposta inflamatória e interferir em mecanismos patológicos.

Quais alimentos são uma fonte de ácido linoléico?

Podemos encontrar ômega-3 e ômega-6 em diversas fontes naturais, como por exemplo:

  • Peixes como atum, anchova, carpa, arenque, salmão e sardinha;
  • Frutos do Mar.

Como fontes de ômega 6, podemos citar:

  • Sementes oleaginosas;

Entre as gorduras que são fontes de ômega 3 e 6 (óleos vegetais, nozes, peixes e frutos do mar) o consumo deve limitar-se a 10%.

Assim garantimos seus benefícios e evitamos o excesso, que pode reduzir a ação do HDL (“colesterol bom”) e dificultar a coagulação sanguínea.

Você sabia que …?

A ingestão de ômega 6, como o ácido linoleico e ingestão de ômega 3 deve ser equilibrada, se queremos que os nossos corpos desfrutar de todos os benefícios que ela pode proporcionar.

Camila Thomazelli

Criadora do blog Toda em Forma, fonte de conteúdo em assuntos de fitness, wellness, nutrição e motivação, moda e beleza, com relevância técnica, qualidade, criação autoral exclusiva e idônea, cobrindo todo o espectro de possibilidades físicas e emocionais que uma mulher possa precisar.


3 comentários

  • Neimara Maia

    28/09/2016 at 12:54 pm

    Esse remédio perde peso?

    Reply

  • Farrah capua Pantoja

    25/07/2017 at 9:07 pm

    Oi tenho 39 anos e 96k não consigo emagrecer sou anciosa demais.

    Reply

    • Camila Thomazelli

      26/07/2017 at 3:53 pm

      Procure um endócrinologista, tbm sou super ansiosa e resolveu meu problema. bjs!

      Reply

Deixe seu comentário

Seu email está protegido. Campos com asterisco são de preenchimento obrigatório *